O livro da água

O Livro da Água

Direção: Marco Antonio Gonçalves

Duração: 71′

Rio de Janeiro – 2019

O filme propicia o encontro entre pessoas e personagens. Seguindo o fluxo das águas dos mares, rios, suores e lágrimas, cinco personagens de Shakespeare encontram pessoas reais que refletem sobre o destino, o amor, a inveja e a vingança. Um casal belga encontra Ferdinando e Miranda, dois Kaxinawa revivem Julieta, um lutador enfrenta Otelo e uma atriz performa ela mesma como Hamlet.

O Livro da Água é derivado de uma pesquisa e de um interesse sobre etnobiografia: como narrar vidas/culturas/estilos/formas. O filme em si mesmo é uma pesquisa sobre linguagem cinematográfica ao se situar entre o etnográfico, o documental e as estratégias ficcionais. Parte de uma reflexão de Peter Brook quando afirma que pessoas de diferentes culturas podem se engajar com a narrativa shakespearena não porque seja Universal mas sim por sua força mitológica. É neste universo de construções de mitos pessoais e culturais que o filme se situa, provocando engajamentos entre pessoas e os personagens de Shakespeare explorando seus entrelaçamentos, suas derivações, suas transformações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s