III Mostra Arandu – filmes selecionados

III Mostra Arandu – filmes selecionados

Os filmes abaixo compõem a III Mostra Arandu, através de uma programação semanal, com um total de 41 filmes etnográficos, selecionados no processo de curadoria compartilhada em rede.

O acesso à íntegra dos filmes é livre (autorizado pelos proponentes/autores no ato da inscrição) e nossa sugestão é de que os três primeiros dias da semana sejam usados para que cada pessoa programe, também livremente, suas próprias sessões de exibição online, se possível conectando o computador/dispositivo a um monitor/TV com tela grande. Dessa maneira, pode-se acompanhar melhor os debates nas mesas redondas, organizadas com debatedores convidados e realizadores dos filmes, sempre nas quintas-feiras à tarde. Toda semana teremos filmes e debates!

A cada semana, sempre no domingo, um grupo de filmes subirá para o site, conforme as datas relacionadas a seguir:

Dia 24 de agosto:

  • Abc do açude; 38’ – direção: Felipe Figueiredo
  • O grafismo potiguara; 5’ – direção: Anderson de Avelar Lima, Jaqueline Félix dos Santos, João Vítor Velame
  • Engenho Aymoré; 6’ – Silvano Abade
  • Hip Hop, arte e resistência; 5’ – direção: Mayara Steffany Cavalcanti
  • Dentada de cobra; 5’ – direção: Juscelino Tabajara, Diogo Augusto e Erickerson Gonçalves
  • Raízes; 9’ – Gabriela Salatine e Rafael Araujo Baena
  • Memórias visíveis; 13’ – direção: Caio Nobre Lisboa, José Muniz Falcão Neto, Melba Godoi Vieira, Rafaella Sualdini
  • Tecendo o fio de Ariadne com mulheres em situação de gênero; 16’ – direção: Luiz Carlos Nascimento, Maria Clara Farias Alves, Nuno Rafael Araújo Baena e Oswaldo Giovannini
  • 316ª Festa de São Miguel Arcanjo; 5’ – direção: Amanda Gioriatti Lunkes, Larissa Camila Gonçalves Lima, Samara Oliveira Lima

Dia 30 de agosto:

  • Rap nas quebradas; 51’ – direção: Kélia Viana e Nilson Almino
  • São João de Naninha; 20’ – direção: Renata Batista Cavalcanti
  • Até aqui eu encontro a minha felicidade, 12’ – direção: Rayssa Morais de Barros
  • A música e as bandas no contexto do desfile cívico de Rio Tinto; 12’ – direção: Caio Nobre Lisboa
  • We are hip hop Potiguara; 13’ – direção: Luiz Carlos Nascimento
  • Habitar e viver; 29’ – direção: Guilherme Monteiro Oliveira

Dia 06 de setembro:

  • Marruá na Amazônia: teatro de rua, rio e floresta; 52 – direção: Carolina Abreu
  • Seu Pernambuco; 12’ – direção: Lisabete Coradini, Maria Ângela Pavan, Ygor Felipe
  • Sinal fechado – Hora o Show, hora o trampo!; 55’ – direção: Jocilene Ramos Bastos e Nilson Almino de Freitas
  • Tabuluja (Acordem!); 21’ – direção: Shambuyi Wetu, Rose Satiko Hikiji, Jasper Chalcraft

Dia 13 de setembro:

  • Casa de palha; 35’ – direção: Oswaldo Giovannini
  • Nosso território/Nhande Ywy; 30’ – direção: Ana Lúcia Ferraz e Elpídio Pires
  • Katu; 50’ – direção: Alessandro Campos

Dia 20 de setembro:

  • Loss e Renam: etnobiografias de artistas urbanos; 27’ – direção: Cornelia Eckert, Debora Wobeto, Leonardo Palhano Cabreira, Thayanne Freitas
  • A vida é sempre um mistério; 1’ – direção: Calvin Da Cas Furtado
  • Zé Carreiro, a padroeira e o congado; 29’ – direção: Carlos P. Reyna
  • As mulheres das rocas são as vozes do samba; 20’ – direção: Lisabete Coradini
  • Fotografias e objetos. Memória e experiência na cidade de Celina; 1’ – direção: Fernando Camargo
  • Operários do Barão; 38’ – direção: Eduardo Donato

27 de setembro:

  • A vida tocando; 25’ – direção: Marco Poglia e Vinicius Correa
  • Entresonhos; 41’ – direção: Calvin Da Cas Furtado
  • Firma o guia povo do santo; 19’ – direção: Helena Frade
  • Cinemas do interior; 39’ – direção: José Muniz
  • Encontro de saberes na UFPB; 15’ – Oswaldo Giovaninni Júnior e Paulo de Jesus

Dia 04 de outubro:

  • Os catiços: possessão e transe; 28’ – direção: Bruno Karasiaki Filene
  • Podem quebrar o maracá, mas não vão quebrar nossa cultura; 106’ – direção: Ubirajara Tohoiruru Tsuptó
  • Baloeiros: festa no céu, conflito na terra; 26’ – direção: Erika Paula dos Santos
  • Kixtí Huni-Kuin no Estrela Universal; 29’ – direção: Silvia A. C. Martins

Dia 11 de outubro:

  • A poeira do tempo: figuras e lendas da fundação da terra gaúcha; 55’ – direção: Ana Luiza Carvalho da Rocha
  • Piragui. A dona dos peixes; 21’ – direção: Luiza Calagian
  • O livro da água; 72’ – direção: Marco Antonio Gonçalves
  • [360] Casa de Vitalino/Alto do Moura; 22 – direção: Glauco Fernandes Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s